E-SPORTS NEWS REFLEXÕES AFK

Quando a comunidade mata o jogo

    Todo mundo que já jogou online sabe que diversas vezes os outros players podem tirar parte da graça do jogo, ou até mesmo fazer pessoas pararem de jogar. Diversos tipos de jogadores podem atrapalhar a dinâmica de um game: hackers, trolls, noobs, tóxicos, dentre outros, esse tipo de player pode acabar por tornar o jogo chato, irritante para os outros que querem jogar da maneira correta, dessa forma as pessoas tendem a diminuir sua frequência no game ou até mesmo parar de jogar.

    Nem todas as empresas tem uma boa política de punição para esse tipo de players, evitam, pois algumas acreditam que assim vão perder jogadores, inclusive alguns jogadores que gastam dinheiro no game, porém dessa forma o jogo acaba por perder outro tipo de players, os players que querem jogar de acordo, que se sentem injustiçados e esquecidos, será que isso compensa? Na minha visão não, não compensa, seria melhor retirar as “maçãs podres” para preservar a comunidade, comunidades mais unidas e mais abertas tendem a ser mais receptivas e atrair novos jogadores, logo mais dinheiro, mais investimento, então essa seria uma boa estratégia com visão de lucros correto?

    Como é a comunidade do seu jogo? Conte pra mim nos comentários.



Curta a página da Paradoxal News no Facebook: Paradoxal News


Inscreva-se para receber nossa newsletter e fique por dentro de tudo que rola no universo gamer.



Anúncios