DOTA 2 E-SPORTS NEWS

Dota 2 – Valve pune “Kuku” e TNC Predator por uso de termo racista – Entenda o caso.

Quem acompanha o cenário competitivo de Dota 2, ou ao menos costuma seguir páginas e perfis relacionados nas redes sociais, sabe que o assunto dessa semana foi o jogador “Kuku”. O nome de Carlo “Kuku” Palad, Offlaner filipino da equipe TNC Predator, caiu na boca do povo após polêmica envolvendo o uso de um termo racista por parte do jogador e especulou-se até que o mesmo seria proibido de entrar na China para a disputa da Major de Chongqing no ano que vem.

Como muita especulação tem se ventilado sobre o caso, nós da Paradoxal News resolvemos explicar de maneira simples toda a situação, desde a utilização do termo inapropriado por parte do jogador até seu desfecho momentâneo com uma nota oficial emitida pela Valve.

Entendendo o caso

Tudo começou no mês passado, quando durante uma partida (pub) ranqueada, o jogador “Kuku” utilizou o termo “Ching Chong” para se referir a um adversário chinês que o enfrentava. Para quem não sabe, esta palavra é vista como um insulto racista na Ásia por ser normalmente utilizada por pessoas de fora da China com o intuito de ofender cidadãos do país mais populoso do mundo.

Se você joga Dota 2, infelizmente deve se deparar com insultos racistas diariamente e infelizmente este tipo de situação não deve ser novidade para você. Mas como “Kuku” é um jogador profissional que atua na equipe de mais alto nível do Sudeste Asiático, seu caso acabou gerando uma grande repercussão dentro da comunidade.

Temendo uma punição da Valve ou até mesmo do Governo Chinês, o jogador filipino tentou contornar a situação afirmando que na verdade “Ching Chong” era o apelido (nickname) de um jogador adversário na partida em questão e que ao utilizar o termo, ele estava apenas se referindo ao mesmo sem intenção de insultar.

8ldavfs
Fonte da imagem: Dota 2 Reddit – 05/12/2018

Porém, é possível verificar o histórico de trocas de apelidos em contas oficiais da Steam e descobriu-se que na verdade o jogador adversário em questão alterou o seu nickname para “Ching Chong” apenas após a fatídica partida. Logo depois de ser supostamente “desmascarado”, Kuku deletou o seu post na rede social chinesa “weibo”.

Quem decidiu se manifestar então foi a organização TNC Predator, equipe atual de “Kuku”. Em um post publicado através da rede social Twitter no dia 02 deste mês, a TNC informou que havia entrado em contato os organizadores da Chongqing Major para conversar a respeito da situação do jogador. No mesmo post, a equipe filipina afirma que de acordo com a organização da Major, “Kuku” poderia ser proibido de entrar no país e que havia até mesmo a possibilidade do evento ser cancelado por conta da participação dele.

kukutwit
Fonte: Twitter – 05/12/2018

Depois dessa declaração, foi a vez de personalidades do cenário se manifestarem sobre o caso, e o primeiro a expor sua opinião foi Grant “GranDGranT” Harris, famoso narrador e streamer norte-americano de Dota 2. Grant saiu em defesa de “Kuku”, afirmando que se o jogador fosse mesmo impedido de participar do torneio, ele se recusaria a fazer a narração oficial pela organização. Outros narradores e streamers, como Henrik “AdmiralBulldog” Ahnberg, também se posicionaram contra a possível punição de “Kuku”, considerando-a pesada demais.

GrantTwit
Fonte: Twitter – 05/12/2018

Depois de muita polêmica e debates dentro da comunidade, finalmente a Valve resolveu dar seu parecer sobre o caso, o que praticamente decretou seu desfecho. Em nota oficial através de seu blog, a empresa esclareceu primeiramente que “Kuku” não foi proibido de entrar na China pelo Governo local e que sua possível presença em território chinês não representaria qualquer risco de segurança.

Em seguida foi enfática ao afirmar que houve irresponsabilidade por parte da TNC Predator e do jogador “Kuku” ao lidar com a situação, pois ao invés de assumirem o erro, tentaram contorná-lo e se posicionar como vítimas. E como punição, a Valve decretou que “Kuku” não poderá disputar a Chongqing Major e que a TNC Predator perderá 20% dos seus pontos adquiridos até momento no DPC (Circuito Profissional de Dota). Segue abaixo o texto original em inglês:

Valve
Fonte: Dota 2 Blog – 05/12/2018

Apesar da situação estar teoricamente resolvida, é improvável que as polêmicas tenham se encerrado por aqui, principalmente após as declarações de narradores e jogadores importantes do cenário. Então vamos ficar ligados nos próximos capítulos!

 



Curta a página da Paradoxal News no Facebook: Paradoxal News


Inscreva-se para receber nossa newsletter e fique por dentro de tudo que rola no universo gamer.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.