E-SPORTS NEWS PC GAMES

Fã da série Diablo? Conheça 8 RPG’s de ação atuais que beberam da fonte da Blizzard

Recentemente o mundo dos games foi estremecido após uma notícia bombástica vir à tona: a confirmação de que o quarto título da franquia Diablo encontra-se atualmente em desenvolvimento nos estúdios da Blizzard Entertainment. Porém, como a informação foi divulgada de maneira extra-oficial, a desenvolvedora norte-americana não se pronunciou sobre o assunto e nada se sabe até o momento sobre uma possível data de lançamento.

Mas se você é fã de carteirinha da icônica franquia de RPG de ação da Blizzard e não aguenta mais jogar o bom e velho Diablo 3, a Paradoxal News te apresenta oito opções interessantes para se divertir no PC enquanto o quarto Diablo não vem!

The Incredible Adventures of Van Helsing 3

Abrindo a lista, temos o terceiro e derradeiro game da série The Incredible Adventures of Van Helsing. Como o nome da franquia sugere, o game permite que o jogador entre na pele do lendário caçador de monstros Van Helsing, tendo como objetivo restaurar a ordem entre humanos e monstros após um repentino (e sinistro) desenvolvimento científico colocá-la em risco.

O jogo foi lançado em 2015 e pode ser jogado do início ao fim por até quatro jogadores em modo cooperativo online. Seu grande diferencial é uma espécie de modo “Tower Defense”, que consiste em construir defesas e armadilhas para proteger sua cidade de hordas de inimigos.

Grim Dawn

Grim Dawn coloca o jogador em um mundo assolado pelo surgimento de demônios, onde suas escolhas durante a campanha podem ter sérias consequências. O game foi lançado em 2016, mas é constantemente atualizado pelos seus desenvolvedores com novos conteúdos e possui uma comunidade de fãs bastante ativa.

Talvez o grande trunfo de Grim Dawn seja sua imensa variedade no que diz respeito a “builds”. No game, o jogador deve optar por duas classes entre as nove disponíveis, criando assim uma terceira classe. A possibilidade de usar qualquer habilidade de duas classes distintas em um verdadeiro universo de skills passivas, e sem restrição na escolha das armas, faz com que cada personagem criado seja único. Grim Dawn também tem suporte para 4 jogadores em modo cooperativo online.

Warhammer: Chaosbane

Não é de hoje que a franquia Warhammer se aventura em outros estilos, indo além de seus clássicos RTS, com o objetivo de explorar seu vasto universo. Mas foi apenas em maio deste ano que a série estreou no gênero dos RPG’s de ação, dividindo crítica e público com o lançamento de Chaosbane.

Apesar do game oferecer poucas classes (são quatro no total), cada uma delas possui mecânicas interessantes e até alguns recursos inéditos, como a possibilidade de se lançar magias e controlá-las em pleno ar. As principais críticas em torno de Chaosbane estão direcionadas à repetição de cenários e uma quantidade considerável de bugs, que vem sendo corrigidos com o passar do tempo. Assim como seus dois irmãos de gênero citados acima, Chaosbane também pode ser jogado por até 4 pessoas em modo online.

Wolcen: Lords of Mayhem

Wolcen é o primeiro título de um pequeno estúdio norte-americano de mesmo nome, o que automaticamente o transforma em um game indie. Porém, seus belíssimos gráficos, suas mecânicas elementais (água conduzindo eletricidade?) e cuidados na física do cenário (arbustos se movem com a deslocação de ar provocada por seus ataques) fazem com que Wolcen seja visto como um trabalho de gente (estúdio) grande.

Wolcen ainda não foi finalizado por seus desenvolvedores e atualmente encontra-se em fase beta, status que se mantem desde 2016, quando o game foi disponibilizado em acesso antecipado através da Steam. Seu desenvolvimento em ritmo lento, que atrasa cada vez mais seu lançamento final, acaba sendo seu principal ponto negativo e alvo de muitas críticas.

Last Epoch

Assim como Wolcen, Last Epoch também é produzido por um pequeno estúdio e ainda encontra-se em fase beta, podendo ser adquirido em acesso antecipado através da Steam. Mas diferente do título anteriormente citado, Last Epoch aparenta estar em um estágio de desenvolvimento mais avançado e enche de esperanças aqueles que aguardam um lançamento oficial muito em breve.

O ponto mais forte de Last Epoch está nas diversas variações de builds, onde cada habilidade possui uma árvore própria de personalização, além de cada uma das classes possuir três tipos distintos de especializações (Masteries). Haja possibilidades!

Torchlight 2 / Torchlight Frontiers

O primeiro game da franquia Torchlight foi lançado em 2009, aquecendo o coração daqueles que ainda esperavam o lançamento de Diablo 3 pela Blizzard. E o RPG de ação indie com gráficos cartunizados fez tanto sucesso, que ganhou um merecido sucessor em 2012: Torchlight 2.

Torchlight 2 é um ótimo game e com certeza vale uma conferida para quem não o conhece, mas convenhamos que já não é um título tão atual assim. Dessa forma, apresentamos a você o mais novo game da franquia, que a transformará em um MMORPG: Torchlight Frontiers.

Torchlight Frontiers encontra-se atualmente em fase Alpha de desenvolvimento e tem data de lançamento prevista para o final deste ano. Caso queira se inscrever para participar do período de testes do game, basta acessar seu site oficial.

Path of Exile

Já que começamos a falar de MMORPG, não podemos deixar de citar o RPG de ação mais famoso dentro desta categoria: Path of Exile. Disponibilizado gratuitamente desde 2013, o game da Grinding Gear possui uma enorme legião de fãs e é conhecido por receber constantes atualizações e novos conteúdos.

Apesar de Path of Exile já ter bons 6 anos de estrada, uma declaração dada recentemente por um membro de sua equipe de desenvolvedores fez com que o game voltasse à boca do povo. De acordo com um funcionário da Grinding Gear, o jogo receberá uma mega atualização muito em breve, que revolucionará o gênero e colocará Path of Exile no mesmo patamar de Diablo 4, que sequer foi anunciado oficialmente. Ousado, não?

Lost Ark

É bem verdade que os novos MMORPG’s já não possuem aquele mesmo apelo de anos atrás e não causam tanto hype na comunidade em torno de seus lançamentos. Porém, Lost Ark talvez seja uma das poucas exceções nos dias de hoje e faz por merecer esse status.

Lançado exclusivamente na Coréia do Sul em 2018, Lost Ark é considerado um dos games para PC mais aguardados no ocidente. O jogo chama a atenção pelos belos gráficos, sistema de combate fluido e habilidades visualmente arrebatadoras. Infelizmente, o MMORPG da Smilegate possui um bloqueador de IP que não permite usuários estrangeiros e não há qualquer previsão para seu lançamento em terras ocidentais. Mas vale a pena ficar atento(a) desde já!

 

E aí, curtiu nossa lista? Sentiu falta de algum game do gênero? Compartilhe sua opinião com a gente!



Curta a página da Paradoxal News no Facebook: Paradoxal News


Inscreva-se para receber nossa newsletter e fique por dentro de tudo que rola no universo gamer.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.