APEX E-SPORTS NEWS

Apex Legends – Após ataques com armas de fogo, ESPN cancela transmissão de campeonato de Apex

Campeonato que ocorreu no começo do mês seria transmitido pela ESPN nos Estados Unidos nos dias 10 e 11 de agosto. Cancelamento faz parte de uma das medidas de respeito adotadas pela emissora.

Caso

A ESPN (nos Estados Unidos) adiou o lançamento de um torneio de Apex Legends neste fim de semana após os recentes tiroteios em massa em El Paso, no Texas, e em Dayton, Ohio. As emissoras afiliadas da ABC receberam um comunicado no dia 6 de agosto afirmando que a emissora não exibirá as Lendas da EXP Invitational “em respeito às vítimas e a todas as pessoas afetadas pelos recentes tiroteios”.

Veja também: Apex Legends – Respawn responde sobre o uso de teclado e mouse em consoles

O torneio já ocorreu em Minneapolis, nos dias 2 e 3 de agosto, durante os X Games, mas iria ao ar na ABC e na ESPN em 10 e 11 de agosto. Repórteres informaram que a cobertura do evento vai ao ar na ESPN 2 apenas em outubro. O torneio em si não seria transmitido no Brasil.

Posicionamento do governo americano

“Precisamos parar com a glorificação da violência em nossa sociedade”, disse Trump durante uma coletiva de imprensa na última segunda-feira. “Isso inclui os videogames horríveis e medonhos que agora são comuns. Hoje é muito fácil para jovens problemáticos cercar-se de uma cultura que celebra a violência. Temos que parar ou reduzir substancialmente isso.”

Veja também: Apex Legends – Comandos de inicialização e opções que melhoram o FPS

A Entertainment Software Association, a maior organização da indústria de videogames, respondeu rapidamente às afirmações do presidente Trump. “Mais de 165 milhões de americanos gostam de videogames”, disse um porta-voz da ESA, “e bilhões de pessoas jogam videogames em todo o mundo. No entanto, outras sociedades, onde os videogames são jogados com avidez, não enfrentam os níveis trágicos de violência que ocorrem nos EUA ”.

Conclusão

Em tempos violentos, é o dever das grandes emissoras proteger as pessoas de qualquer ação que relembre esses casos mais cruéis e que são sentidos no mundo inteiro. Embora tenhamos o conhecimento de que se trata de apenas um jogo, a ESPN fez bem em deixar o lado humano falar mais alto do que a audiência e teve empatia com as pessoas que foram afetadas diretamente pelos tiroteios.

 



Curta a página da Paradoxal News no Facebook: Paradoxal News


Inscreva-se para receber nossa newsletter e fique por dentro de tudo que rola no universo gamer.