ESPORTS NEWS

Liga dos Surdos – Conheça esse projeto!

A Liga dos Surdos é um projeto incrível, criado pelo André “NerdSurdo” Santos, que possibilita o cenário competitivo de Esports para jogadores surdos. Projeto este que ainda é bem recente e completará seu primeiro ano no próximo mês.

André, criador da liga, é surdo oralizado. E é curioso o fato de que as pessoas têm uma tendência de idealizar que o surdo também é mudo, ou seja, além de não escutar, também não fala. É como se todo surdo se comunicasse apenas mediante a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais). Mas após a conversa com André, foi possível adquirir muito aprendizado. Existem vários tipos de surdez, os quais iremos explorar no decorrer da matéria. O nerdsurdo teve há 2 anos e meio atrás algo que é conhecido pela ciência como “surdez súbita”. Nas palavras de André: “você dorme bem e acorda surdo no outro dia”. Ainda informou que sua surdez repentina é acompanhada pela UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas), uma das melhores universidades do país e da América Latina.

Em meio a todo esse caos repentino, André decidiu começar a fazer vídeos pro Youtube, depois começou a fazer streams de games e compartilhar sua experiência com a surdez.

A organização da Liga dos Surdos funciona como uma espécie de CBLOL, com casters, narradores, visual de transmissão voltado para os esports e todas as partidas transmitidas ao vivo. Também tem o diferencial essencial de um projeto inclusivo que é o uso de interpretes de Libras, legendas e audiodescrição no chat e tudo mais possível para que as transmissões sejam as mais inclusivas. No decorrer de sua experiência, André conheceu algumas pessoas que lhe auxiliaram no desenvolvimento desse campeonato, como é o caso das interpretes Jessyka @suuhgetsu, Keila @arienista e também Elphie @elphievinci que é uma das casters do projeto. Tudo começou pensando no nome, mas na época era conhecido como “Liga dos Surdos de LoL”. Com o passar do tempo e o desenvolvimento do campeonato, veio o feedback da comunidade surda dos games e outras pessoas para que o campeonato fosse mais abrangente a outros games, isso fez com que a especificação “LoL” fosse retirada do nome, ficando apenas Liga dos Surdos.

O campeonato funciona tal como o Campeonato Brasileiro de League of Legends, contendo fase regular e de playoffs. As primeiras edições ocorriam de forma gratuita, porém sem premiações para os jogadores. Algumas premiações que ocorreram foram graças ao apoio de parceiros. Para o início dos próximos campeonatos desse ano a própria comunidade optou pelo seguinte modo: “Pagar para inscrição e garantir ao vencedor um prêmio por mínimo que seja”.  Então, em acordo com os jogadores, foi combinado o  valor da inscrição de R$10,00 por jogador em cada campeonato, o que é um valor  simbólico economicamente falando.

Imagem

O campeonato da Liga dos Surdos não foi pioneiro no Brasil como campeonato para jogadores surdos, outros campeonatos e organizações já foram criadas no passado, porém a busca pela evolução e profissionalização da Liga é um diferencial, “Nosso sonho no futuro é que grandes equipes tenham jogadores surdos em suas lineups e também apoiem e/ou formem equipes com jogadores surdos. Por isso estamos em busca de equipes, patrocinadores, parceiros e apoiadores para fazer o projeto crescer mais e mais”.

“O campeonato estava planejado para ocorrer em 2 splits, porém em ocasião da quarentena do COVID-19 e pensando no bem estar dos players, adiamos a realização do campeonato. Jogos amistosos foram realizados para entreter os jogadores e espectadores da Liga dos Surdos e proporcionar experiências nos games para esses jogadores. Também realizamos as aulas de libras para a comunidade em geral, onde nossas interpretes ensinaram nas lives e de forma aberta e livre o conhecimento da Língua Brasileira de Sinais – Libras, as quais foram realizadas no Facebook do SBT.”

Sempre alvo de preconceitos, a surdez por muitos é vista como impeditivo para mídias, empresas, acesso ao mercado de trabalho e claro aos e-sports, o que não é verdade. Muitos, por pouco conhecimento sobre os diversos tipos e níveis de surdez, criam estereótipos para todas as pessoas surdas e replicam o que popularmente é dito. Assim, consideram, por exemplo, que todo surdo é mudo, e que quem é surdo não tem qualquer nível de audição. O que não é verdade: nem todo surdo é mudo e nem todo surdo tem a audição completamente nula, existindo diversos níveis de surdez e tipos de perda auditiva.

Em geral, os players ficam espantados quando encontram jogadores surdos nos Esports, pois não tem noção da capacidade e adaptabilidade dessas pessoas aos diversos cenários que cada game proporciona, e com a iniciativa da Liga dos Surdos, a comunidade surda está cada vez mais unida e batalhando para formar seu espaço no cenário competitivo. Criada em 2019 e já indo para a segunda etapa do torneio de League of Legends, o projeto conta com um grupo de aproximadamente 200 surdos dedicados ao MOBA e outros diversos grupos se formando para outros jogos, como CS:GO, Valorant, Fortnite e Teamfight Tatics. Por falta de um cenário específico para surdos, sabemos que muitos outros jogadores estão por aí no cenário global.” –é informado no site do projeto.

O ponto principal do projeto é a acessibilidade. É de suma importância a inclusão daqueles que se sentem deslocados! Com isso, o projeto deu início ao seu Discord, que ainda é muito novo. Desejamos toda sorte do mundo e um futuro muito promissor para a iniciativa. A experiência de realizar essa entrevista foi única! Então participem também e sigam suas redes sociais:

Instagram: https://www.instagram.com/ligasurdos/
Twitter: https://twitter.com/ligasurdos
Facebook: https://www.facebook.com/ligasurdos
Site: http://ligasurdos.com.br/esports/

%d blogueiros gostam disto: